O príncipe moçambicano vira rei português

Um garoto na cidade de Lourenço Marques (atual Maputo) cruzou o sul da África para a Asa do Eterno Benfica.

Desde os ‘Brasileiros’, onde ele era ‘Didi’, até o Benfica, rolou muita bola para ele se tornar rei na terra de D.Pedro.

Foi disputado á tapa por Leões e Águias, mas as Águias tiveram maior poder de persuasão.

Persuasão essa que fez o príncipe de Moçambique, se tornar Dom.

Viam que não seria de bom agrado aos condes, que seu nome fosse ‘Didi’, então lhe pediram para usar seu nome original: Eusébio.

E com isso, ‘Didi’ se tornou em Dom Eusébio. Um Dom que tinha um dom: o DOM de fazer gol.

E o ‘Pantera Negra’ ainda fica nas arquibancadas do Estádio da Luz, torcendo para que sua eterna história, não seja apenas mera história. E que o Benfica continue a ser tão grande, quanto foi no tempo dele.

Eusébio. Ele não é Rei. É Dom. Dom Eusébio.

Arte do Futebol. Um blog futebolisticamente artístico.
Amanhã: Falcão, o colorado gaúcho que se tornou Rei na terra de Júlio César.

Anúncios

2 comentários sobre “O príncipe moçambicano vira rei português

  1. Não entendo quase nada de futebol , mas confesso que me surpreendi aqui , pois entendi perfeitamente o que li e percebi nitidamente a arte nos comentários de Cleyton Santos .
    Fabuloso .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s