Andrade: Mais Flamengo que ele…talvez impossível.

andrade

Andrade era simplesmente o pilar que sustentava de maneira simples, mas versátil, os tempos de glória do Flamengo.

Obviamente, o time não dependia somente dele, havia um meio-campo que causava inveja nos torcedores e medo nos adversários.

Ele foi um daqueles 11 “desconhecidos” titulares daquele “desconhecido time brasileiro” –  pro Liverpool, óbvio – que chegaram no Estádio Olímpico de Tóquio, e garantiram a festa de muitos torcedores, não apenas no Rio, mas no país inteiro, naquela virada do dia 13 para o dia 14 de Dezembro, com os 30 minutos mais perfeitos da história do futebol mundial.

Mas estou falando apenas o fundamental – aliás, fundamental não; OBRIGATÓRIO -. Vamos falar do que era Andrade dentro daquele time vencedor, multi-campeão, que alegrava as massas.

Andrade era o típico volante que sabia a hora certa de avançar. Não é atualmente, quando vemos os homens de defesa avançando em momentos errados; Andrade parecia que tinha o censo de saber a hora certa. E ele aproveitava. Fez 28 gols. Poucos? Se você levar em conta que ele era volante e não meia de armação, que nem Zico, aliás, quem tinha Zico no meio, não precisava nem pensar em armar jogadas com outro jogador.

 A camisa “6” do Flamengo nunca mais foi a mesma após as quatro conquistas de Andrade. Sempre houve uma cobrança enorme, pela “10” por motivos óbvios, pela “6” de Andrade e pela “5” de Júnior.

Quando Andrade saiu rumo a capital do Mundo, a Gávea já sabia que a “Era de Ouro” estava acabando – mas há de vir outra, afinal, o Flamengo não merece ter somente uma era de ouro, mas no mínimo 8 “Eras de Ouro” pra fazer jus -.

Andou por Roma, não foi aproveitado, veio o Vasco. Nem precisa dizer que a torcida do Flamengo “adorou” a contratação. Mas Andrade tinha e têm crédito. Ganhou um brasileiro lá, e depois seguiu sua vida feliz, pelos times menores.

Falar de Andrade, é lembrar de Zico, que é falar de Nunes, que é falar de Adílio, que é falar de Júnior, que é simplesmente falar uma só coisa: F-L-A-M-E-N-G-O.

 

Arte do Futebol. Um blog futebolisticamente artístico.
Próximo texto: Casagrande. Um exemplo de jogador e um exemplo de superação.

Anúncios

2 comentários sobre “Andrade: Mais Flamengo que ele…talvez impossível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s